Duas entre cinco crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) são vítimas bullying na escola.

Duas entre cinco crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) são vítimas bullying na escola.

Bullying é grave! É um problema social e de grande impacto na saúde mental

O bullying é problema social.  Milhares de crianças e adolescentes são afetados pelo bullying diariamente. Infelizmente, indivíduos com necessidades especiais são um público de maior risco para a vitimização de bullying.

Quase 70% das crianças com TEA sofrem trauma emocional como resultado de serem vítimas de bullying (Benjamin et al, 2013).

Grupos de crianças e adolescentes acometidos pelo Transtorno do Espectro Autista (TEA) e outras deficiências de desenvolvimento são duas a três vezes mais propensos a experienciar o bullying quando comparado ao grupo de estudantes sem deficiência (estudos internacionais).

As dificuldades que se apresentam no TEA tornam as crianças mais vulneráveis à vitimização de pares. Os sintomas do TEA são alvos do ridículo, tais como:

  • Dificuldades nas aulas de educação física;
  • Dificuldade em interações sociais recíprocas;
  • Prejuízo nas habilidades de comunicação social;
  • Respostas sensoriais incomuns.

É um conjunto de fatores e problemas sociais, culturais, educacionais e históricos que sugerem que as crianças com TEA sejam mais propensas as serem vítimas de bullying.

Independente se a criança tem deficiência ou não, o bullying é um problema sério e generalizado. É um problema de Saúde Mental. O impacto do bullying pode ser profundo e debilitante.

The National Autistic Society UK

Benjamin Zablotsky, Catherine Bradshaw, Connie Anderson, Paul A. Law. A Associação entre o Bullying e o Funcionamento Psicológico de Crianças com Distúrbios do Espectro do Autismo. Jornal de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamental , 2013.  

Deixe uma resposta

Fechar Menu